Notícia

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação
Quarta, 11 Novembro 2020 15:32

Secti lança sistema para empresas que desejam ocupar salas no Centro de Inovação

CAD CT&I ficará disponível até 30 de novembro

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
CAD CT&I ficará disponível até 30 de novembro CAD CT&I ficará disponível até 30 de novembro Divulgação
Texto de Geysa Miranda

A Secretaria da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti) de Alagoas lançou, nesta terça-feira (10), um sistema de Cadastro da Ciência, da Tecnologia e da Inovação, o CAD CT&I. O sistema tem como propósito verificar quais as empresas de empreendedorismo e inovação no Estado, que possuem iniciativas de base tecnológica, têm interesse na futura ocupação das salas do Centro de Inovação do Polo Tecnológico (Polo de Tics), localizado no bairro de Jaraguá.

Para fazer o cadastro, basta acessar o link https://cadcti.al.gov.br/ e preencher alguns dados sobre a empresa. O sistema ficará disponível até o dia 30 de novembro.

Segundo o assessor técnico de desenvolvimento científico e tecnológico da Secti, Pedro Ivo, o CAD CT&I irá aproximar o ecossistema de inovação do Estado com a dinâmica de funcionamento da secretaria. “Nosso objetivo é identificar qual o perfil das empresas de base tecnológica e economia criativa do estado de Alagoas, além de identificar a demanda de ocupação do Centro de Inovação do Polo Tecnológico de Jaraguá”, afirmou Pedro.

 

Sobre o Centro de Inovação do Polo Tecnológico

Com uma edificação moderna, localizado em uma das áreas mais valorizadas da cidade - o bairro de Jaraguá - reconhecidamente a área de preservação cultural de maior destaque de Maceió, o Centro de Inovação do Polo Tecnológico de Alagoas tem o compromisso de promover o empreendedorismo e a inovação; fomentando ou incubando, sobretudo, empresas de base tecnológica, orientando o setor instalado no Estado de forma a atender às demandas da sociedade.

É um ambiente para fortalecimento das empresas locais e atração de novos empreendimentos de base tecnológica voltadas para o desenvolvimento de soluções em tecnologia da informação, comunicação e serviços dos setores públicos, privados, universidades e centros de pesquisa. O polo contribui diretamente com a melhoria da competitividade das empresas e estimula o desenvolvimento econômico do Estado.